Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Turistas apontam falta de atrativos na cidade

Economia
Edição de domingo, 24 de julho de 2011 

Para o aposentado Horácio Friedman, 64, de Brasília, "o clima interfere na baixa procura e no vazio das praias. As pessoas procuram ir mais aos centros de artesanato e shoppings", disse. Segundo ele, a sua esposa e os amigos sentiram falta de eventos culturais, e passam a maior parte do tempo usufruindo dos restaurantes. "Não há muita opção de lazer, mas temos que saber aproveitar tudo, mesmo que seja comendo muito", completou.

Para Silvio Lacerda, 37, turista vindo de Belém (PA), a expectativa sobre a cidade era positiva. Silvio disse que se gostar da cidade pretende comprar um imóvel na cidade, sob a garantia de vir passar férias com mais frequência. "O pacote turístico que me foi vendido falava muito bem da cidade, dos eventos e do lazer da região. Vamos conferir e ver se isso é realmente possível de se fazer em Natal. Estou confiante", colocou.

Além da falta de eventos e atrações, bem como o não favorecimento do clima, a ausência do investimento direto ao consumidor na divulgação de Natal como local turístico interfere na baixa procura pelo destino. Em contato com o empresário português Samuel Moreira, que reside na cidade de Setúbal, em Portugal, nos últimos anos não tem sido mais tão visível placas sinalizando a capital potiguar como destino turístico. Samuel afirmou que sempre preferiu o Brasil como destino para suas férias, mas que encontrou melhores lugares que Natal em suas andanças.

"Estive em Natal com minha família em 2009. Todos nós gostamos, porém encontramos lugares mais baratos no Nordeste brasileiro e com mais opções de lazer. O Ceará foi o lugar que mais gostamos de ir, até por conta do preço mais em conta", relatou o turista português. Todos os anos, Samuel viaja com a esposa e a filha e confirma a inexistência do destaque de pacotes de viagem para Natal, sendo a referência de Nordeste Brasileiro a cidade de Fortaleza.

Outro ponto que afasta os turistas, também de outros estados brasileiros, é a vantagem e maior facilidade em se viajar para o exterior. Além de representar o maior índice de procura em época de baixa estação no hemisfério sul, as terras dos mares do Caribe vêm oferecendo melhores condições fiscais, sem contar com o trabalho forte na mídia internacional no que se refere à propaganda de estímulo para conhecer estas regiões tidas como paradisíacas, o que as torna altamente convidativas. 

0 comentários:

Postar um comentário