Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Parque de Capim Macio comemora 4 anos com Brechó Cultural no domingo (18/nov)

Separe seus cacarecos, roupas, livros, discos, DVDs, comidinhas, mudas, artesanato, sapatos e acessórios que o Brechó Cultural do Parque de Capim Macio está chegando. A edição especial de aniversário, a última deste ano, acontece neste próximo domingo (18 de novembro), das 10h às 17h, na área verde que fica logo atrás do Extra da Av. Eng. Roberto Freire. O evento é aberto a qualquer pessoas interessada em expor, trocar, vender e doar produtos novos ou usados. 

A programação musical traz para a sombra das árvores apresentações do grupo Minotauro de viola, do cantor e compositor Júlio Lima, e da dupla Fabio Rocha e Clara Pinheiro. Haverá ainda vivência de capoeira com grupo Egbé. Nesta última edição do ano, o Brechó conta com parceria do grupo de teatro Facetas, Mutretas e Outras Histórias (equipamento de som) e do produtor William Collier (banheiros químicos).

Será cobrada uma taxa simbólica de R$ 5 de cada expositor, com o intuito de viabilizar a manutenção da área. No sábado (17), moradores e voluntários realizam mutirão de limpeza a partir das 9h - participe! 

SOBRE O BRECHÓ
O Brechó do Parque de Capim Macio é coletivo e está aberto a qualquer pessoa interessada. A regra é conjugar os verbos vender, trocar, doar, reciclar, renovar e, principalmente, confraternizar, interagir, conhecer. Detalhe: como ainda não há infraestrutura, só dispomos de UM único ponto de energia; e cada expositor deve montar sua própria estrutura: canga, tapete, mesa, cadeira, arara, cordas. Caso necessite de energia elétrica, trazer extensões.

AMIGOS DO PARQUE
Os Amigos do Parque de Capim Macio é um grupo formado por pessoas que tem um objetivo em comum: CUIDAR da última área verde do bairro. Queremos transformar o espaço, que esteve abandonado nos últimos quatro anos pelo poder público, em um local agradável, social e tranquilo. Nossa meta é cuidar e deixar o Parque com uma "cara" bacana, para que ele seja convidativo e que faça parte da vida das pessoas. Para ser um Amigo do Parque é simples, basta chegar junto com o mesmo espírito transformador e boas ideias. Sejam bem vindos!

HISTÓRICO
Há 4 anos, no dia 14 de novembro de 2008, um grupo de moradores de Capim Macio se uniram para proteger o último resquício de Mata Atlântica do bairro. Literalmente enfrentando motosserras, a comunidade conseguiu impedir que 3,6 hectares de área verde fosse transformada em uma imensa lagoa de captação. Formado por mangabeiras, cajueiros, sapoti, ipê, pitangueiras, mangueiras, pau ferro, pau mulato, coqueiros, jamelão... o pomar encravado na zona Sul acabou se tornando um ícone de resistência para um grupo cada vez mais numeroso de pessoas que acreditam na possibilidade de transformar o lugar em um grande Parque ecológico urbano.

Contando com apoio do Ministério Público Estadual e Federal, Advocacia Geral da União, entidades ambientais, associações e ongs, o Parque de Capim Macio foi incorporado definitivamente ao projeto de drenagem de águas pluviais do bairro. Diante da inércia da Prefeitura de Natal, que não realizou as benfeitorias previstas na área apesar de existir projeto elaborado, verba específica e decisão judicial determinando a construção do Parque, cuja proposta foi elaborada pelos técnicos da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura com auxílio da população, os moradores resolveram assumir a responsabilidade de manter o espaço em constante movimento. 

Ocupar o lugar com cultura e educação, atividades lúdicas, ações ambientais e mutirões comunitários voluntários de limpeza foi a melhor maneira de preservar e garantir a preservação do Parque de Capim Macio do abandono e do descaso.

INFORMAÇÕES
(84) 8838-5881 | 9938-6462 | 8827-2006

SERVIÇO
Brechó Cultural do Parque de Capim Macio - Edição Especial de Aniversário
Domingo, 18 de novembro de 2012, das 10h às 17h. Entrada gratuita. 
Rua Missionário Joel Carlson (área verde por trás do hipermercado, rua entre o Extra da Roberto Freire e o Posto Shell)

0 comentários:

Postar um comentário