Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.: Consultor alerta que áreas críticas foram esquecidas no planejamento da Copa 2014

TRIBUNA DO NORTE - 27/nov/2009

Arena das Dunas


O
Planejamento do Transporte para a Copa de 2014 em Natal, apresentado ontem pela Prefeitura de Natal e Governo do Estado, traz uma perspectiva positiva no que concerne ao novo arcabouço da mobilidade da capital, mas deixa no ar uma expectativa de que outros gargalos do trânsito, em localidades fora do eixo da Arena das Dunas, também venham a ser igualmente contemplados.

O engenheiro civil, consultor em mobilidade urbana e professor da UFRN, Enilson Medeiros, observou que o novo projeto a ser implantado em Natal pode ser visto de maneira otimista, mas lembrou que áreas com fluidez comprometidas, como “as ruas dos rios e dos presidentes”, em Petrópolis, também necessitam de intervenções. “Eu lamento também que o projeto do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) esteja esquecido”, afirmou Medeiros.

Enilson frisou ainda que o bairro da Ribeira, por exemplo, também possui trechos a serem melhor adequados.

“Aquele ponto na entrada da Ponte de Todos é um”, afirmou o consultor, enfatizando, porém, que já esperava exclusão dessas áreas do projeto, face as mesmas não terem qualquer relação com o trecho que envolve a Arena das Dunas. Enilson Medeiros comentou também sobre o cruzamento entre as ruas Hermes da Fonseca e Alexandrino de Alencar, conhecido gargalo do trânsito da capital. De acordo com ele, o local não dispõe de espaço para adequações e, além disso, será substancialmente beneficiado pelas modificações que ocorrerão no entorno da estádio de futebol. “A questão ali é proporcionar a redução do fluxo de veículos. Será feita uma acomodação de tráfego nas vias alternativas a essa”, atestou.

O Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial para Acompanhamento das Atividades Relativas à Copa 2014 (Gaep), tem demonstrado preocupação, também, na maneira como o processo de execução das obras será feito e, além disso, na correção com que o patrimônio físico e econômico dos entes públicos serão resguardados. A reportagem tentou entrar em contato com o coordenador do Gaep, promotor João Vicente Vasconcelos, o que não foi possível.

Tanto a Prefeitura de Natal como o Governo do Estado já se pronunciaram sobre o processo de desenvolvimento de estudos e projetos, licenças ambientais e contratação de empresas para execução das obras.

Projetos devem ser concluídos em 2013

A Prefeitura de Natal e o governo do Estado apresentaram ontem, em entrevista coletiva à imprensa, o Planejamento do Transporte para a Copa de 2014. De acordo com a prefeita Micarla de Sousa, os projetos devem estar concluídos pelo menos um ano antes do prazo estabelecido pela Fifa, que é de seis meses antes do início do evento, em 2014. “Até o final do meu mandato (em 2013) devemos estar com as obras consolidadas”, garantiu a chefe do Executivo Municipal.

Além da prefeita de Natal, a coletiva contou com a participação do coordenador do Comitê da Copa 2014, secretário estadual de Turismo, Fernando Fernandes; e dos secretários municipais de Mobilidade Urbana, Kelps Lima; e de Comunicação, Jean Valério Damasceno.

O secretário Kelps Lima fez uma explanação dos 18 projetos apresentados ao Governo Federal e observou que, embora tenham sido 16 os contemplados com a obtenção dos recursos, os dois restantes – que contemplam as avenidas Antônio Basílio e Amintas Barros – ainda podem ter as verbas para efetivação das obras angariadas.

Kelps detalhou, além da maquete que continha os projetos, a destinação dos recursos da ordem R$ 386 milhões (no projeto original a cifra bate na casa dos R$ R$ 387,5 milhões). Segundo ele, cerca de R$ 26 milhões dizem respeito aos gastos com desapropriações das 16 intervenções (ao incluir as duas obras restantes esse valor supera os R$ 35 milhões); aproximadamente R$ 90 milhões serão investidos pelo Governo do Estado e R$ 300 milhões pela PMN.

Ainda de acordo com o secretário de Mobilidade Urbana, o foco do projeto, que foi antecipado na edição de ontem da Tribuna do Norte. é aumentar a velocidade no fluxo de carros e a melhoria no transporte público.

“Serão construídos diversos túneis, recondicionamento de vias, viadutos, entre outras estruturas”, frisou Kelps Lima.

0 comentários:

Postar um comentário