Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ponta Negra e o seu "mar de problemas"

Repórter: Zenaide Castro
Foto: Elpídio Júnior

População e entidades que lutam pelo combate às drogas, ao turismo sexual e à violência na praia e na vila aguardam ações que melhorem a situação em Ponta Negra.

O principal cartão-postal da cidade, a praia de Ponta Negra, enfrenta um somatório de problemas ocasionados pela falta de ações e medidas voltadas à segurança, saúde pública, cidadania e, principalmente, a uma educação adequada. O lugar, que há alguns anos era parada obrigatória para quem visitava a cidade, e frequentado – dia e noite - pelos natalenses, hoje se vê em um "mar de problemas".

Na opinião do membro da ONG SOS Ponta Negra e coordenador do movimento Filhos de Ponta, Yuno Silva, a solução para todos – ou grande parte desses problemas – está na educação. "Hoje, a principal questão tanto na praia como na Vila de Ponta Negra é a falta de qualificação e de oportunidades para as pessoas, que não dispõem de educação e trabalho. Consequentemente, voltam-se para a prostituição, principalmente para o turismo sexual, a violência e o tráfico de drogas", explicou Yuno.

"A falta de segurança é apenas a ponta do iceberg", afirma, lembrando que o SOS Ponta Negra elaborou, em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e com o Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria Estadual de Defesa Social e Segurança Pública o projeto "Território de Paz". O projeto está sendo analisado pelo órgão e prevê várias ações voltadas ao restabelecimento da tranquilidade na Vila de Ponta Negra e na praia, que tem sido manchete no noticiário policial.

No mês de março deste ano, as entidades de defesa de Ponta Negra organizaram um movimento de combate às drogas, onde cobraram ações concretas, desenvolvidas em parceria com outros órgãos. "Até porque o problema das drogas é muito mais uma questão de saúde pública, não apenas de segurança", emendou Yuno. O vício e a ligação com o tráfico estão começando casa vez mais cedo.

Buracos no calçadão e praia imprópria para banho

Basta descer a ladeira de acesso à praia para presenciar outros problemas que afetam o local: os comerciantes e praticantes de corrida e caminhada reclamam do descaso com o calçadão. Em alguns pontos ele está com buracos. Os quiosques estão danificados e pouco iluminados. O patrulhamento é precário e vez por outra a praia está imprópria para banho por causa da poluição.

No debate entre os candidatos ao Governo do Estado - Rosalba Ciarlini (DEM), Iberê Ferreira (PSB) e Carlos Eduardo Alves (PDT) -, ocorrido no dia 1º de setembro e que teve como principal tema o turismo, os três demonstraram preocupação com a situação de Ponta Negra e prometeram adotar medidas que garantam mais segurança no local. A medida que prevaleceu foi a instalação de monitoramento eletrônico em todo o calçadão da orla. O jeito é aguardar que um dia Ponta Negra volte a ter o seu brilho - tanto durante o dia como à noite.

0 comentários:

Postar um comentário