Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Diário de Natal :: MOVIMENTO SOS PONTA NEGRA ENTREGA ABAIXO-ASSINADO AO PREFEITO

SOS Ponta Negra entrega abaixo-assinado a PMN


O Movimento SOS Ponta Negra, representado pelo conselho comunitário do mesmo bairro, entregou ao prefeito da cidade, Carlos Eduardo Alves, um abaixo-assinado de apoio à decisão da administração de Natal pela suspensão das licenças ambientais que permitiam a construção de ‘‘espigões’’ ao lado do Morro do Careca. O documento reúne cerca de 5 mil assinaturas, entre elas a do cantor Paulinho da Viola.

A entrega oficial do documento foi feita na tarde de ontem, com a presença de líderes comunitários da Vila de Ponta Negra e representantes de diversas ong’s. A próxima medida do movimento que defende um dos principais cartões postais da cidade é a organização de mais uma manifestação na praia. ‘‘A idéia é, além de rebater a manifestação dos construtores, anunciada para acontecer na próxima terça-feira, pressionar a Câmara Municipal para votar o Plano Diretor o quanto antes. Não podemos esperar muito pois novos projetos podem ser aprovados enquanto isso’’, explica o líder do SOS Ponta Negra, Yuno Silva.

A manisfestação do SOS Ponta Negra, que completa três meses hoje, será no próximo sábado, dia 23, no pé do Morro do Careca, a partir das 10h. ‘‘Teremos o apoio da prefeitura e na programação, shows gratuitos para o público, apresentação de capoeira e de diversos grupos folclóricos e artísticos da Vila de Ponta Negra’’, disse Yuno.

Para a presidente do conselho comunitário do bairro, Sônia Maria Gomes de Morais, atitudes como essa fortalecem o poder da sociedade. ‘‘A comunidade como sociedade é muito desacreditada e é, a partir de movimentos como esse, que conseguimos ter forças. O abraço ao morro será uma forma de dizermos que estamos aqui e que esse espaço é nosso’’, diz. A líder comunitária destaca que o desenvolvimento alcançado pela construção dos prédios não é a desejada pela comunidade. ‘‘Desenvolvimento não é a construção de prédios e asfalto. Desenvolvimento é educação e criação de empregos para a comunidade’’, relata.

O líder do movimento SOS Ponta Negra comentou que está buscando meios para tranformá-lo em uma organização não governamental. Yuno explica que a idéia é expandir o movimento para além das ações em torno das construções no morro.

MEMÓRIA

Uma denúncia do movimento SOS Ponta Negra revelou que prédios a serem construídos na Rua José Bragança atrapalhariam a visão do Morro do Careca.

No dia 22 de setembro, a promotora do Meio Ambiente, Gilka da Mata, visitou o local com técnicos da Semurb e constatou um estande de vendas com uma placa já sinalizando o alvará de construção, registro de incorporação e licença ambiental. Os prédios ficam no limite da Zona de Interesse Turístico 1 (ZET1), ou seja, não teriam limite de gabarito.

O Ministério Público recomendou a reanálise das licenças pela Prefeitura, que aceitou a sugestão. Os construtores desde então se queixam da insegurança jurídica no mercado imobiliário e do vai e vém das permissões dos órgão ambientais.

0 comentários:

Postar um comentário