Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Câmara discute regularização de ambulantes em Ponta Negra

A audiência foi uma proposição da vereadora Julia Arruda (PSB) e contou com a participação das associações de trabalhadores e comerciantes do bairro.

NOMINUTO.COM - 3 DE ABRIL DE 2012
Marcelo Barroso
A organização e ordenação dos trabalhadores ambulantes de Ponta Negra foi tema de uma audiência pública, no plenário da Câmara Municipal, nesta terça-feira (3). A audiência foi uma proposição da vereadora Julia Arruda (PSB) e contou com a participação de representantes da Prefeitura e das associações de trabalhadores e comerciantes do bairro.

De acordo com Julia Arruda, a audiência foi motivada pelo Termo de Ajuste de Conduta entre a Promotoria de Meio Ambiente do Ministério Público e a Prefeitura de Natal que determina a ordenação dos ambulantes que atuam na orla de Ponta Negra.

Os ambulantes têm até o dia 13 de abril para se submeter ao cadastro da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur). A expectativa é que cerca de 1 mil ambulantes realizem as inscrições. Os ambulantes que passarem no cadastramento terão permissão para atuar na praia durante um ano.

"O cadastramento dos ambulantes é uma medida positiva para os setores econômico e social da praia de Ponta Negra. Na prática, entretanto, são necessários alguns ajustes para que a mudança se traduza em melhorias reais aos trabalhadores e moradores da região. O debate irá servir para que possamos discutir todos estes pontos que ainda dividem os trabalhadores e os representantes do poder público", destacou a vereadora Julia Arruda.

O presidente da Associação dos Trabalhadores de Ponta Negra, Marcos Martins Souza, cobrou investimentos na infraestrutura do calçadão.



"Os postes de iluminação estão caindo aos pedaços, os fios estão deteriorados pela maresia, falta segurança. É inaceitável que o poder público não invista no turismo, que é o principal componente do PIB do estado", apontou.

O secretário adjunto da Semsur, Edson Siqueira de Lima, afirmou que o cadastramento é o primeiro passo para a revitalização da orla de Ponta Negra.

"O problema do ambulante é antigo. O que o poder público não quer acabar com esses trabalhadores, e sim disciplinar. Estamos realizando o cadastramento e articulando também com outras secretarias para procurar soluções para os outros problemas", disse.

Também participaram da audiência os vereadores Professor Luis Carlos (PMDB), Adão Eridan (PR) e Assis Oliveira (PR).

2 comentários:

Marcos Martins disse...

O SOS estava muito bem representado, porém, faltou Yuno Silva...
]

Yuno Silva disse...

importante estar representado quando os horários não são compatíveis. abrass

Postar um comentário