Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Empresa não recolhe entulho da obra do calçadão de Ponta Negra e dificulta vida de banhistas


Tribuna do Norte - 12 de Abril de 2012
Os banhistas que frenquentam a praia de Ponta Negra tiveram uma surpresa neste início de semana. O entulho das obras realizadas para a reconstrução do calçadão foi deixado na areia da praia, formando "montanhas" do material da obra no local. Quando a maré chegou ao ponto onde estava o entulho, todo o material foi espalhado por um trecho da praia, que ficou intransitável. A equipe de reportagem da TRIBUNA DO NORTE foi até o local nesta quinta-feira e comprovou a situação.

De acordo com o presidente da Associação dos Trabalhadores de Ponta Negra (ATPN), Marcos Martins, a entidade entrou com uma ação no Ministério Público contra a empresa, já que consideram o ato como crime ambiental. "Nós estamos acionando o Ministério Público para oferecer denúncia contra a empresa", disse. "Em parte a culpa também da Prefeitura que não fiscaliza corretamente a obra", concluiu.


A responsável pela obra é a empresa Sicol, contratada pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur). A Secretaria informou, através da assessoria de imprensa, que a empresa realiza o recolhimento do entulho, mas alguma parte ainda permanece no local. Segundo a Semsur, os locais de foco das obras serão mais fiscalizados e haverá sinalização de aviso aos banhistas sobre a situação.

O presidente da ATPN disse ainda que alguns turistas tentaram passar pelo local durante esta semana e acabaram se ferindo em função do material da obra espalhado pela areia. "Algumas pessoas ainda tentaram passar por aqui e acabaram se ferindo, cortando o pé", relatou.

A associação cobra a retirada do material da areia da praia. Para Marcos Martins, neste momento, a limpeza tem de ser feita em toda a orla. " A limpeza tem que ser feita em toda a orla. A maré já espalhou todo o material", disse.

0 comentários:

Postar um comentário