Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Protógenes Queiroz estará em Natal na próxima segunda, participando de evento na UFRN

O evento será do projeto "Simulação de Tribunais Constitucionais – STC", que coordeno no curso de Direito da UFRN. Todos os anos, simulamos com estudantes de Direito (e esse ano será com estudantes de qualquer universidade, pública ou privada) um julgamento do Supremo Tribunal Federal. Os alunos desempenham o papel de Ministros do STF, Procurador Geral da República, Advogado Geral da União etc. e debatem a constitucionalidade de uma lei. Elaboramos uma lei fictícia que teria liberado o uso de maconha no Brasil.


A proposta da STC não é de apologia a uma corrente ou outra e sim de aprofundar um debate que a gente entende ser de extrema importância para ser travado dentro da Universidade.

E para iniciarmos os trabalhos e lançarmos o projeto em 2011, convidados dois palestrantes: o Deputado Federal Protógenes Queiroz (PCdoB/SP) e o advogado Pedro Siqueira.

Protógenes é Delegado da Polícia Federal e participou de várias investigações de grande impacto na mídia como o caso Corinthians/MSI por evasão de divisas e lavagem de dinheiro, as fraudes da arbitragem do Campeonato Brasileiro de Futebol em 2005, indícios de corrupção na Prefeitura de São Paulo que teriam sido cometidos pelos o ex-prefeitos Celso Pitta e Paulo Maluf; dirigiu ainda a operação que prendeu o comerciante Law King Chong, o maior contrabandista do Brasil; comandou a Operação Satiagraha, que resultou na prisão, determinada pela 6ª Vara da Justiça Federal em São Paulo, de vários banqueiros, diretores de banco e investidores, em 8 de julho de 2008, entre os quais Daniel Dantas.

Pressionado por supostas falhas na condução das investigações, afastou-se da PF para se defender das acusações, respondendo a processo por fraude processual na Satiagraha.

O advogado Pedro Siqueira é líder da Marcha da Maconha no Rio Grande do Norte.
Os palestrantes que estamos trazendo possuem entendimento contrário e isso enriquecerá muito o debate.

As palestras ocorrerão na próxima segunda-feira, dia 23 de maio, na Biblioteca Central Zila Mamede, a partir das 18h45, na UFRN. O convite é extensivo à comunidade acadêmica. Repita-se: não se trata de ato de apologia à maconha. Mas um debate, principalmente jurídico – mas também sociológico, filosófico, de saúde pública etc – para levar essa reflexão especialmente aos estudantes de Direito.




Data da Publicação
20/05/2011
Emissor
TN Online – Cena jurídica – 19/05/2011

0 comentários:

Postar um comentário