Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Por amor a Ponta Negra :: poesia Deth Haak

Por Amor a Ponta Negra...

Ensaiei-te a poesia para representar na história!
Com acendimento da vista nas emendas do plano
Verso-te para que um dia os meus tenham memória
De tudo que fiz e farei para preservar-te o encanto.

Morro do Careca amam-te hígidos como a um consorte
Para que os advindo de nós possam contemplar-te
Oh!Imponente cartão postal detentor da boa sorte
Por mais insano e impávido risco que isso importe.

Queremos-te tanto, tanto que de maneira alguma,
Permitiremos que lhes viole o solo os desumanos
Já não existe força humana predadora que assuma
E nomearemos os abutres nos panos dos reclamos
Já não sois quem me abraçou quando cheguei à suma
Alheia à própria sorte, Ponta Negra já se vão tantos anos...

E se eu por ti apontada for, dir-te-ei o nome sem que sinta dor,
Pois também eu, que poesia dome a consciência do vereador,
Preservando a Natureza, compromissado com o querer do eleitor!
E se finar-se eu hoje, morreria feliz com o emendado plano diretor.

Deth Haak
“A Poetisa dos Ventos”
Consulesa do Poeta Del Mundo - RN
SPVA/RN - Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do RN

0 comentários:

Postar um comentário