Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[20 julho] Ponta Negra: Verba federal é indispensável para conserto

Diário de Natal - 20 de julho de 2012 

Para realizar todo o plano emergencial em Ponta Negra, é preciso dinheiro vivo. O problema é que não há uma previsão de quanto, em espécie, vai custar a recuperação do calçadão. Equipes do município estão debruçadas neste momento em busca de chegar a um valor final. A prefeita Micarla de Sousa pediu que todos lhe enviassem um relatório até a próxima segunda-feira com os custos calculados. Ela deverá levar o relatório e o orçamento a Brasília, de onde chegou essa semana com promessas de apoio e liberação de recursos nos ministérios da Integração, Cidades e Turismo.

Esse relatório também será apresentado à Defesa Civil Nacional, para tentar provar que o decreto de estado de calamidade pública no calçadão corresponde a uma situação realmente crítica, e que a barreira intransponível de liberação de recursos para municípios em período eleitoral pode ser ultrapassada.

Não será fácil. "Desde o início a prefeita nos pediu empenho total. Ela nos disse que cerca de R$ 3 ou R$ 4 milhões já foram garantidos no Ministério do Planejamento. Para isso precisamos comprovar a calamidade. Por ora estamos contando com apoio da Marinha do Brasil para amenizar os danos que as ondas estão trazendo ao calçadão. É um problema de erosão marítima. É um plano de urgência. A emergência será a obra definitiva de recuperação da orla de Ponta Negra", disse Murilo Barros, secretário municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico.

0 comentários:

Postar um comentário