Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Jornal de Hoje - 15/02/08 :: URBANA LIMPA RUAS DA ZONA SUL DENUNCIADAS POR POPULARES

A denúncia foi publicada ontem em O Jornal de Hoje, que acompanhou esta manhã uma equipe da companhia nos locais mostrados

da Redação JH

Os moradores da zona sul da capital acordaram hoje com um problema a menos depois que a Urbana realizou a limpeza das ruas que estavam desassistidas desde o carnaval, segundo o relato de populares. Diante da reclamação, a direção do órgão convidou a equipe de reportagem deste vespertino para ir aos locais citados na matéria, publicada na edição de ontem d´O Jornal de Hoje, e observar a limpeza realizada.

O diretor de Operações da Urbana, Diogo Henrique Santos afirma que a coleta estava regular desde o início da semana em toda a capital e que, o problema registrado na rua Industrial João Mota é causado por carroceiros, enquanto que na rua Manoel Pereira houve realmente um pequeno atraso, já solucionado. Ele afirma que a empresa prestadora do serviço acompanha a coleta via satélite, - GPS nos carros - apresentando um mapa que mostrava o percurso feito ontem à tarde - 14h40 - contemplando as duas ruas.

"Pedimos que o cidadão coloque o lixo para fora apenas nos dias de coleta, que acontecem dia sim, dia não, com exceção dos domingos. A coleta pode ser ainda diurna ou noturna. Ao colocar antes, alguns carroceiros passam, pegam o lixo, rasgam o saco, levando o que querem e jogando pela rua o que não interessa", comenta o diretor de operações.

Em Ponta Negra, na rua Vereador Manoel Sátiro, a equipe de reportagem encontrou lixo no mesmo local, onde existia ontem. Diogo Henrique justifica, dizendo que o lixo é de um supermercado próximo, que coloca todos os dias, mesmo quando o caminhão não passa para coletar, sendo um caso isolado.

"Ontem a equipe esteve aqui e fez a coleta, é só olhar nas ruas, não tem lixo. O problema é uma questão de educação e costume. É de nosso conhecimento que na segunda-feira a produção de lixo se intensifica porque é logo após o fim de semana, quando as pessoas ficam mais em casa e no domingo não tem coleta. Por isso, o ideal era que o cidadão soubesse acondicionar o seu lixo adequadamente", comenta Diogo.

A frente da parte operacional, Diogo informa que em Natal são produzidas 622 toneladas de lixo por dia, ou seja, uma média de 3,7 mil toneladas por semana e mais de 16 mil toneladas ao mês. Ele revela que das quatro zonas da capital a sul é a maior geradora de lixo, com uma média diária de 1,48kg por pessoa, contra 0,55kg na zona oeste.

Diogo explica ainda que o lixo doméstico, de responsabilidade da Urbana, é até 200kg ao dia por estabelecimento e, caso este valor seja superior, a coleta é de responsabilidade do gerador. "A média da cidade é 0,7kg por pessoa, enquanto que no Brasil este índice passa para 0,8kg. No entanto, é interessante observar o contraste entre as zonas da cidade e a condição social de cada uma. A Urbana atende a 97,8% da capital, deixando de ir apenas em ruas novas ainda não mapeadas, porque até onde o caminhão não entra, nós temos trator. São mil garis por dia", afirma o diretor da Urbana.

0 comentários:

Postar um comentário