Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Em Ponta Negra também ronda o perigo do HIV e da tuberculose

Diário de Natal - 23 de outubro de 2011 

Como qualquer localidade formada, em sua maioria, por pessoas pobres, a Vila de Ponta Negra também sofre com as doenças que afligem a população. No caso da Vila, duas enfermidades preocupam as autoridades de saúde pública. É alto o índice de pessoas (homens, mulheres e adolescentes nativos e turistas), infectados com o vírus HIV, que provoca a AIDS. Também começa a preocupação com o número de pessoas com tuberculose, ainda tímido, mas crescente. "Não temos dados consolidados, mas percebemos pelo número de pacientes atendidos diariamente, que solicitam exames e são acompanhados por nossas equipes", conta a diretora da Unidade Básica de Saúde de Ponta Negra, Élida Maria Fernandes.

Por causa da grande demanda, o posto tem 47 funcionários. Por dia, são mais de 90 atendimentos médicos, odontológicos, ginecológicos e de psicologia na unidade. Outros 50 são referendados, ou seja, encaminhados para outras unidades. Ali também funciona a distribuição do Programa do Leite. O "posto de saúde", como os moradores chamam,também fornece medicamentos gratuitos e "todo tipo de exame", segundo a diretora. São 75 exames/dia.

"É assustadora a recorrência de pessoas com o vírus HIV. Nós fornecemos os medicamentos do coquetel e orientamos com relação ao uso do preservativo, outras Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e cuidados com infecções urinárias decorrentes de relações sexuais sem proteção", conta a diretora.

Com relação à tuberculose, a doença é considerada relativamente rara nos dias de hoje, mas três casos foram diagnosticados apenas na segunda-feira. "Nesse caso, orientamos com relação aos cuidados com a higiene, especialmente nos primeiros quinze dias da doença, para evitar novas contaminações", contou a presidente do Conselho Comunitário de Ponta Negra, Cíntia Fernanda de Lima, que trabalha na unidade de saúde. "É preciso evitar com que quem se infectou com a bactéria cuspa na parede. Isso pode provocar contágio, pelo menos nos primeiros quinze dias".

Obviamente HIV e tuberculose preocupam por causa da gravidade, mas as doenças mais comuns na Vila de Ponta Negra são outras. "Temos muitos hipertensos, pessoas com diabetes e verminoses dermatológicas". Ela conta que os casos ocorrem especialmente por causa da má-higienização do corpo, como por exemplo, o desleixo com o couro cabeludo, o que provoca a presença de piolhos. "Infelizmente a Vila também tem grande número de jovens com problemas psiquiátricos provocados por causa de drogas, e os pais desses jovens, que precisam tomar antidepressivos para evitar o pior", acrescenta a diretora, Élida Fernandes.

0 comentários:

Postar um comentário