Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Exposição no IFRN-Cidade Alta] A arte Naïf dão vida às lembranças de um nativo de Ponta Negra

Tribuna do Norte - 29 de junho de 2012

Alfredo "Fefeu" Antônio é um dos muitos artistas anônimos espalhados pela periferia de Natal que bebem na fonte dos mestres populares e mantém acesa a chama de tradições repassadas de geração em geração. Filho de rendeira da Vila de Ponta Negra, Fefeu encontrou nas artes plásticas uma forma de expressar suas lembranças dos tempos que a bairro era apenas uma vila simples de pescadores. O artista busca na memória imagens que poderão ser vistas na exposição "Ponta Negra dos meus amores", em cartaz a partir da próxima segunda-feira (2) na galeria de arte do IFRN-Cidade Alta. Aberta para visitação até dia 17 de julho.

Reprodução
Fefeu encontrou na pintura um suporte para expressar memórias de um bairro que já foi vilaFefeu encontrou na pintura um suporte para expressar memórias de um bairro que já foi vila

Autodidata, Fefeu trilha pelos caminhos da arte Naïf e apresenta quadros que retratam aspectos socioculturais e paisagens perdidas no tempo. Ele viaja no tempo e volta até os anos 1940, 50 e 60 inspirado nas histórias contadas pelos familiares. "Tenho guardado lembranças desde os anos setenta, momentos praianos vividos na infância, e retrato as transformações urbanas do bairro-praia até os dias de hoje", disse o artista plástico.

Pedagogo, capoeirista e brincante do grupo popular Bambelô Maçariquinhos da Praia, Fefeu contou que "as artes plásticas eram como um sonho de infância, comecei fabricando minhas próprias telas para dar as primeiras pinceladas", recordou. Seu vínculo com os mestres da cultura popular lhe renderam recente convite para integrar o grupo e a diretoria da Associação de Danças Antigas e Semidesaparecidas Araruna, nas Rocas.

Durante a abertura da exposição, a ser realizada próxima segunda-feira (2), às 19h, no IFRN-Cidade Alta (av. Rio Branco, 743 - Centro), haverá apresentação de grupos de cultura popular da Vila de Ponta Negra. A curadoria de "Ponta Negra dos meus amores" é da professora Mára de Mattos e de Janilson dos Prazeres, com produção de Jonathan Francioli. Informações:(84) 4005-0959.

0 comentários:

Postar um comentário