Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Matéria DN 23/9 - Empresário diz que El Mundo exagerou

Executivo vê exagero do El Mundo

O diretor executivo do Pólo Turístico da Via Costeira, Murilo Felinto, acha que houve exagero na reportagem do jornal espanhol El Mundo, que taxou Natal como a ‘‘Meca brasileira do turismo sexual europeu’’. Segundo Felinto, o jornal transformou uma experiência ruim de alguns turistas que foram extorquidos por prostitutas brasileiras como uma prática usual na cidade, o que não é verdadeiro.

Segundo o executivo, o poder público já está preparando uma providência em relação ao fato, através da Prefeitura de Natal, e a recepção de uma reação do poder público num jornal europeu tem peso político mais forte do que uma iniciativa das empresas privadas da área turística.

O diretor do Pólo da Via Costeira acredita que a repercussão da matéria será ruim para o turismo potiguar, mas não ‘‘é o fim do mundo’’, porque já existe uma consciência geral de que aqui o turismo sexual está sendo combatido.

O modelo de combate local, inclusive, está sendo copiado por outros estados, com campanhas que englobam não só as ações de força policial, mas também a cooperação com outros setores de atuação pública, como as entidades de ação social, fiscalização tributária e Corpo de Bombeiros.

Murilo ressaltou que as autoridades natalenses estão engajadas numa campanha permanente de combate ao turismo sexual e essas iniciativas têm surtido efeito junto às entidades turísticas internacionais. No mês de abril ele estava na Europa quando foi deflagrada a operação de esforço concentrado em Ponta Negra que realizou uma mega operação de combate ao turismo sexual.

A polícia prendeu turistas sem documentos, apreendeu menores que estavam sozinhas circulando na praia, brasileiros com armas e drogas foram detidos e bares sem licenciamento ou em descumprimento com as normas de segurança foram fechados.

Essa operação policial acabou sendo bem recebida pelos europeus, que perceberam a iniciativa natalense em debelar a proliferação do turismo sexual. ‘‘Aquelas operações repercutiram muito bem na Europa. Eu estava lá e ouvi isso’’.

0 comentários:

Postar um comentário