Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Matéria publicada no Correio da Tarde (terça, 26/9)

Cachoeira de esgoto deságua no mar

A saturação da rede sanitária de Ponta Negra vem causando problemas ao bairro e à praia, principal cartão postal do Rio Grande do Norte, que vêm recebendo pouca atenção dos órgãos responsáveis. Há três dias um cano de esgoto estourou, formando uma cachoeira e um riacho, desaguando no mar. O proprietário de um quiosque próximo do local, Adirson Cavalcanti, informou que ligou para a Caern e órgãos da Prefeitura de Natal, que não tomaram nenhuma providência. O mau cheiro fez ele fechar o comércio, por falta de clientes. Turistas reclamam da falta de atenção com a principal atração da cidade.

Adirson reclama que não tem mais para quem ligar porque nenhum dos órgãos que procurou resolveu a situação."Liguei para a Caern, Idema, Semurb. Como não fizeram nada procurei a promotoria do Meio Ambiente", conta.

Para Cavalcanti, quando é para cobrar dos comerciantes da praia, as instituições são eficientes, mas na hora de cumprir o seu papel, não. "A gente até perde o gosto de tomar cuidado com a praia, porque faço sozinho a minha parte. Mas, além desse problema com esgotos, que afasta todos os clientes, à noite os postes ficam apagados, aí junta todo tipo de gente para fazer coisa errada", reclama.

Enquanto a equipe de reportagem esteve no local, Adirson estava fechando o quiosque porque não tinha ninguém para atender. Passeando pela praia próximo ao local, Fátima Bezerra, reclamava do descaso e disse que não vinha mais à praia em razão desses problemas.

Sueli Boaventura, turista de Anápolis, hospedada nas proximidades, disse que fatos como esse afastam o turista. "É muito chato esse mau cheiro. Vou ter que tomar banho bem longe", reclamou.

Mesmo com o esgoto jorrando água servida na praia, por quase uma semana, o estudo de baneabilidade divulgado nesta quinta pelo Idema aponta a praia de Ponta Negra, em todos os pontos analisados, como própria para banho. Apenas, a Redinha, próximo ao Potengi, Mãe Luíza e Pium (Balneário) foram considerados impróprios.

O CORREIO DA TARDE noticiou essa semana sobre os problemas com a rede de sanitária de Ponta Negra. O presidente da Agência Reguladora de Saneamento Básico de Natal (Arsban), Urbano Medeiros, declarou que o sistema está "saturado". Apreocupação também é com a construção de novos prédios na Vila de Ponta Negra, vizinho ao Morro do Careca.

Também, nos últimos dias, foi mostrada a situação do calçadão, todo esburacado, da reclamação dos turistas com o assédio das crianças pedindo dinheiro e ainda que as câmeras de vigilância ainda não estavam funcionando.

O chefe de manutenção da rede sanitária da Caern, Múcio Medeiros, disse que foi informado do problema e que chegou a enviar uma equipe, mas não encontrou nada no local, mas garantiu que ainda na manhã desse sábado o problema seria resolvido. "A rede está ultrapassada e não suporta a carga de esgoto. O estouro do cano foi causado pelo excesso de gordura", justificou.

0 comentários:

Postar um comentário