Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Diário de Natal - 20/03/08 :: CHUVA ABRE CRATERA NO CALÇADÃO DA PONTE FORTE-REDINHA

Foto: Frankie Marcone
# Veja mais imagens

As chuvas da madrugada de quarta para quinta deixaram estragos em Natal. Na Zona Norte, por exemplo, a força das águas fez com que o concreto cedesse e uma enorme cratera fosse aberta no calçadão da Ponte Forte/Redinha. Grande parte das ruas de Capim Macio, bairro localizado na Zona Sul da capital ficaram alagadas.

Poças de água que vão de uma calçada à outra são comuns no bairro nesta época. A região considerada nobre continua a passar por problemas estruturais. Após vários invernos, este não foi diferente. E, apesar da obra iniciada pela prefeitura, ainda existem ruas sem drenagem e pavimentação.

Situação semelhante ocorre no bairro de Nova Parnamirim. Na Zona Norte da Capital poucos locais encontram-se alagados, entre eles está o bairro de Nossa Senhora da Apresentação.

Em Capim Macio, na entrada da Orlando de Azevedo pela Av. Engenheiro Roberto Freire, uma poça fecha tal acesso. A moradora do local, Floriana Raglione, declara que esta ``lagoa'' se forma todos os anos neste ponto. ``Moro aqui há onze anos e é sempre do mesmo jeito, sem drenagem e sem esgoto. Vieram medir várias vezes, mas nunca fizeram nada''. Ela reforça que assim ocorre em todas as ruas que fazem esquina com a Orlando Azevedo. Ela relata ainda, que sua rua só é asfaltada pela metade, exatamente a parte que dá acesso às avenidas Airton Sena e Engenheiro Roberto Freire.

Em Nova Parnamirim, atrás do Boulevard, há um outro problema causado pela chuva. Grande parte da rua PetraKelly fica alagada por ficar num local baixo, que recebe a água de todas as outras ruas. Mas a causa, não se concentra somente nas precipitações. O morador do local, João Oliveira, se queixa porque sua rua também acumula água utilizada dos condomínios vizinhos. Ele fala que aguarda a obra de drenagem e pavimentação prometida para o próximo dia 17.

Na esquina desta rua com a Bahia Formosa, os moradores levantaram um morro de areia numa altura de cerca um metro para impedir a água de entrar. Isso dificultou o acesso dos próprios habitantes da rua para suas residências. Na Zona Norte, apesar da chuva constante em toda a madrugada de quarta para quinta, poucas ruas estão alagadas, os carros e os pedestres conseguem trafegar. O único bairro que está numa situação mais delicada é o de Nossa Senhora da Apresentação. A Rua São Jorge encontra-se alagada devido às obras de saneamento da prefeitura. Na rua Noel Costa também haviam algumas poças. Segundo um morador da rua, José Lindomar Cardoso, na última sexta-feira ``passaram a máquina'', mas não adiantou.

0 comentários:

Postar um comentário