Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Jornal de Hoje :: PARQUE DAS DUNAS AINDA SEM BRINQUEDOS

Depois de licitação sem nenhuma empresa interessada, um novo processo será aberto em duas semanas para repor os equipamentos

Repórter: Taciana Chiquetti

Foto: Magnus Nascimento

Poucas opções de diversão no local


Sem brinquedos desde julho do ano passado, o Parque das Dunas/ Bosque dos Namorados deve realizar nova licitação para aquisição dos equipamentos daqui há quinze dias.

As características dos brinquedos, desta vez, vão priorizar a segurança, de acordo com normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), e a preservação do meio ambiente, já que a matéria-prima vai ser madeira de eucalipto de reflorestamento, com tratamento autoclavado para oferecer maior resistência.

O primeiro processo licitatório aconteceu no último mês de dezembro, mas nenhuma empresa manifestou interesse em participar, por isso, foi dado como "deserto". Se isso persistir nessa nova oportunidade, uma contratação direta será cogitada pela direção do parque. "Quase não há fabricantes de brinquedos assim no Nordeste, daí a nossa dificuldade. Se for preciso vamos ter que recorrer aos fornecedores de São Paulo", conta a Mary Sorage Praxedes da Silva, administradora do Parque das Dunas.

>>> Em Natal, esse paraíso que tanto pintam por aí em Salões Imobiliários nacionais e internacionais, dá para se contar nos dedos as praças realmente bem arborizadas, bem urbanizadas, bem freqüentadas e bem localizadas. Ainda mais essa agora!! Um exemplo do que não queremos é o recém construído largo do Teatro Alberto Maranhão: falta sombra pras pessoas permanecerem no local. Durante o dia, no espaço em frente à Rodoviária Velha, nem tuaregue agüenta o calor!! Se a desculpa é se tornar uma arena para eventos culturais durante à noite, então que pensem melhor no sistema público de transporte - após às 22h30 já fica difícil chegar até a Ribeira [por falta de linhas disponíveis mesmo!].

Cerca de 30 novos equipamentos com múltiplas funções de brincadeiras devem ser adquiridos, como: passeio do Tarzan, casa de boneca, jangadas, escorregos e balanços. Mas, por enquanto, as crianças que fazem parte do público de quatro mil pessoas, que comparecem ao parque, por final de semana, vão ter que se contentar com os jogos de mesa, trilhas, speedy ball, brinquedoteca e teatro de mamulengos quando visitarem o local.

"A falta dos brinquedos acaba afastando os freqüentadores, porque muitos pais vêm caminhar e ficam tranqüilos com as crianças brincando", opina a dona-de-casa Cleide Meira.

Mesmo com faixas de interdição, há quase um ano atrás, algumas crianças, segundo Mary, insistiam em ficar nos antigos equipamentos. Então, para prevenir acidentes, a opção foi eliminá-los do parque. A madeira dos 20 brinquedos com função de 28, que estavam instalados desde 1997, foi doada para instituições filantrópicas. Apesar da manutenção feita semanalmente era notório que os brinquedos precisavam ser substituídos.

A situação se agravou em julho do ano passado, quando o auxiliar de serviços gerais, Ednaldo Januário da Silva, morreu ao testar o "passeio do Tarzan". Um pedaço do brinquedo, que estava interditado, caiu sobre o peito dele, causando esmagamento toráxico e hemorragia interna. Após uma pesquisa ampla, a equipe da administração elaborou um termo de referência com todas as especificações necessárias aos novos itens. Mais bancos de descanso e mesas de piquenique também estão sendo comprados para o parque.

0 comentários:

Postar um comentário