Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nominuto - 01/03/08 :: ESTARÁ MESMO NATAL PREPARADAS PARA AS CHUVAS??

Para Damião Pita, cidade está melhor preparada para receber chuvas
Secretário enumera melhorias e fala que ao final da atual administração restarão 20% de ruas para drenar e pavimentar.


Repórter: Itaércio Porpino

Fotos: Vlademir Alexandre


Pita:cidade está melhor preparada para chuvas.


Tem quase 20 anos que Damião Pita está à frente da Secretaria Municipal de Obras e Viação (Semov), em cinco administrações sucessivas. Durante todo esse tempo, uma das principais cobranças, senão a principal, tem sido para que o órgão dê conta de preparar a cidade para que ela suporte o inverno sem maiores prejuízos à população.

Nesse sentido, Pita faz uma avaliação positiva de Natal, dizendo que hoje a cidade está com uma estrutura melhor para suportar as chuvas.

>> Comentário pertinente: A drenagem pode até dar sinais de melhora na teoria, mas na prática é só chover uns 10 minutos para vermos grandes poças se transformarem em piscinas. Enquanto falta terra para absorver a água dentro dos condomínios, espaços públicos destinados à construção de praças estão virando lagoas de captação! Como NÓS podemos ajudar? Evitar jogar lixo na rua já é um bom começo.

A comunidade de Novo Horizonte, antiga favela do Japão, nas Quintas, é um dos exemplos dessa melhoria citada por ele.

“Já faz algum tempo que os moradores não correm mais risco de serem vítimas de desabamento”, diz Pita, enumerando as melhorias feitas no local: “Regularizamos o canal cujas paredes não tinham revestimento e, por isso, havia problema de erosão; a água atingia as residências e a população tinha que usar tábuas e troncos de árvores como rampa para sair e entrar em casa. Tudo isso acabou com a construção de uma escadaria e com o serviço de drenagem e pavimentação das ruas”.

O secretário fala que em Mãe Luiza as obras realizadas pela Prefeitura também deixaram o bairro melhor, diminuindo os riscos de desabamento. “Ainda há muito para se fazer, mas a situação é bem favorável hoje”, diz.

Outra área que melhorou, segundo ele, foi o Planalto, próximo ao conjunto Cidade Satélite. “Fizemos várias obras — pavimentação, drenagem e construção de lagoa — e com isso eliminamos aquele problema de alagamento da parte central do loteamento, porque antes, com as chuvas, as ruas ficavam alagadas e os ônibus não tinham como circular, deixando a população sem transporte. Esse problema não existe mais”.

O secretário de Obras e Viação observa, no entanto, que há muita coisa a se fazer para deixar a cidade totalmente adequada para as chuvas.

Ruas como essa no loteamento Sarney [foto ao lado] alagam no inverno. Ele cita loteamentos que não têm infra-estrutura alguma, caso de Boa Esperança, Nordelândia, Câmara Cascudo, Santa Inês e Kipassorama, todos na Zona Norte. “Por mais que se trabalhe, um mandato inteiro não é suficiente”, diz.

Quando a administração do prefeito Carlos Eduardo Alves chegar ao fim, em dezembro, Damião Pita acredita que ainda vão restar 20% das ruas para pavimentar e drenar.

Está incluído aí o problema de Petrópolis, cujo sistema de drenagem, por ser muito antigo, não dá mais conta do volume de água. O difícil, segundo Pita, é conseguir recursos.

“Para construir uma estrutura nova, é fácil, mas para recuperar uma estrutura que já existe, é complicado. Nós já pedimos e não conseguimos”.

0 comentários:

Postar um comentário